homem-baleado-em-venda-nova-do-imigrante

Homem é baleado em Venda Nova do Imigrante e polícia está atrás do suspeito

Um rapaz foi baleado ao meio-dia desta sexta-feira (23), em São João de Viçosa, distrito de Venda Nova do Imigrante. Segundo testemunhas, depois de um desentendimento, um homem efetuou quatro disparos contra o outro. Ao menos dois tiros teriam atingido a vítima, um deles, no abdômen, próximo ao umbigo.

O autor dos disparos, cuja identificação não foi revelada, fugiu no sentido Ibatiba, disseram as testemunhas. Policiais estão fazendo buscas na região, na tentativa de localizar o suspeito.

Primeiro, a vítima foi levada para o Hospital Padre Máximo, em Venda Nova. Depois, devido à gravidade dos ferimentos, o homem foi transferido, de helicóptero, para uma unidade de saúde da Grande Vitória.

Fonte: AquiNotícias.com

whatsapp-image-2021-07-21-at-08-55-09

Secretaria de Obras de Ibatiba realiza tapa-buracos em paralelas da BR262

Depois de solicitar ao Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (Dnit), a realização de serviços de melhorias na BR262 e em duas avenidas paralelas ao trecho urbano da rodovia que são de responsabilidade do órgão federal, a Prefeitura de Ibatiba, por intermédio da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Urbanos, realizou reparos nas Avenidas 7 de Novembro e Mário Andreazza. As duas vias estavam com muitos problemas e a Prefeitura realizou uma operação tapa-buracos nos dois últimos dias.

Conforme informações do secretário municipal de Obras e Serviços Urbanos, Elizeu “Caceba” Campos, foi realizada a abertura e limpeza dos vários buracos existentes e depois utilizado concreto usinado para preencher os mesmos. “Fizemos essa operação para dar uma solução provisória para um problema que traz transtornos para a população e essa foi a forma que encontramos”, explica.

As duas avenidas, apesar de estarem dentro da zona urbana do município, são áreas de domínio do Governo Federal, ou seja, a manutenção é de responsabilidade do Dnit. Por isso, o prefeito Luciano Pingo enviou ofício, que foi protocolado no Dnit, no dia 9 de junho, solicitando melhorias no trecho da BR262 que corta a cidade de Ibatiba, além de vários pontos das avenidas 7 de Novembro e Mário Andreazza, que são paralelas à rodovia.

Eram muitos os trechos que estavam apresentando buracos nessas avenidas. “Então assim como em outras oportunidades, a Prefeitura realiza melhorias, mas de forma provisória, porque o serviço definitivo só pode ser feito, de maneira permanente, pelo órgão responsável que é o Dnit”, explica Eliseu Caceba.

Assessoria de Comunicação PMI

 

content_a6fe2443-5be8-4cde-bf17-c7fefe339992

Frio pode contribuir para ocorrência de infarto, dizem especialistas

Dias mais frios podem contribuir para a ocorrência de infarto em pacientes que apresentam fatores de risco, como aqueles que têm lesão coronária ou hipertensos. A cardiologista Rica Buchler, diretora de reabilitação cardíaca do Instituto Dante Pazzanese, alerta que o acompanhamento médico e controle de condições preexistentes podem reduzir os riscos.

“No frio, os pacientes que têm alguma lesão coronária por depósito de gordura – aterosclerose – existe a constrição do vaso e, além da constrição ou do espasmo do vaso, existe o aumento da viscosidade do sangue, isso pode obstruir artéria ou ramo de artéria coronária levando ao infarto. Não só isso, também a pressão arterial tende a se elevar no frio”, disse a cardiologista.

Ela explicou que, na tentativa de manter a temperatura do corpo, no frio, os vasos sanguíneos se contraem, então eles diminuem o diâmetro, é a chamada vasoconstrição. “A vasoconstrição pode levar ao infarto e pode piorar a hipertensão em pacientes com predisposição”, acrescentou.

“Imaginando que uma coronária seja um tubo e tenha uma obstrução de 60%, por exemplo, com 40% [sem obstrução], vai passando sangue normalmente [pelos vasos]. Só que, diante do frio, ela pode ter um espasmo e esse vaso se ocluir, causando o infarto”, exemplificou.

O cardiologista Luiz Antônio Machado César, assessor científico da Sociedade de Cardiologia do estado de São Paulo (Socesp) e professor da Faculdade de Medicina da USP, relatou que há estudos demonstrando a maior incidência de infarto em temperaturas mais frias. “É uma curva que lentamente tem um aumento dos casos de morte por infarto à medida que a temperatura cai, grau a grau. Mas fica bem mais evidente, quase três vezes mais mortes por infarto, abaixo de 14 graus”, disse sobre resultado de pesquisa da USP da qual foi orientador.

Quando comparados os períodos das estações do ano, o inverno foi quando mais ocorreram mortes por infarto na comparação com as outras estações.

“O que a gente observou claramente era [um maior risco] para pessoas acima de 65 anos. Quando se vê no todo [considerando todas as idades], a gente já vê a diferença. Quando separa por idade, nitidamente isso é bem evidente acima de 65 anos, porque são as pessoas que têm muito mais [incidência de] hipertensão arterial, tem muito mais chance de já ter a doença coronária, de eventualmente já ter tido infarto, de já ter sintomas de doença. É a faixa etária em que mais está presente a doença. As pessoas de mais risco são as pessoas que mais vão ter o efeito do frio”, explicou.

Em relação aos do grupo de risco, além de pacientes com lesão coronária, Rica Buchler também citou pessoas que já tiveram infarto, com ponte de safena, com angioplastia, hipertensos e que já tiveram acidente vascular cerebral. Ela lembrou que o infarto é uma consequência de vários fatores, como pressão arterial descontrolada, diabetes descontrolado e colesterol muito alto, e que, quando paciente e médico conseguem controlá-los, a suscetibilidade ao infarto diminui, inclusive no tempo frio.

Para evitar os riscos das baixas temperaturas, a médica avalia que primeiramente a pessoa deve conhecer sua situação de saúde. “Pessoas que vão anualmente ou semestralmente ao cardiologista sabem a real condição que elas têm, então elas se conhecem bem, conhecem a medicação que tomam, então essas pessoas estão mais seguras.” Outra recomendação da cardiologista, é evitar sair nos horários mais frios do dia.

O professor Machado César também alertou para a importância de se manter a medicação para pessoas com doenças já identificadas anteriormente, de se proteger ao máximo quando sair de casa e evitar contraste de temperatura.

“O contraste é o maior desencadeante daquelas situações de espasmo, de vasoconstrição, que é o contato com uma temperatura muito fria. Ou seja, você está dentro de casa em uma temperatura de 20 ou 18 graus e, de repente, sai para fazer alguma coisa fora e está 2 graus. Vai ter vasoconstrição na pele, na orelha, no nariz e, se tiver doença, você pode ter vasoconstrição lá [no coração] e desencadear um quadro de infarto. Então, evitar isso para quem tem mais de 60, 65 anos”, disse.

No entanto, ele lembrou que isso não significa que todo mundo que sair no frio terá infarto. “A pessoa está em um grupo que é mais fácil que isso aconteça, mesmo assim é uma probabilidade, não é que ela terá [necessariamente um infarto]”, acrescentou.

asteroide-28072020094915404

Asteroide quase 3 vezes maior que o Taj Mahal passará perto da Terra

Um asteroide de 220 metros de diâmetro passará “próximo” da Terra às 14h51 (horário de Brasília) deste domingo (25), segundo a Nasa, a agência espacial norte-americana. Para comparação, o diâmetro do corpo rochoso mede quase três vezes a altura do Taj Mahal, monumento na cidade de Angra, na Índia, que tem 73 metros.

Estima-se que o 2008 GO20, como foi catalogado o astro, chegue a 4,7 milhões de quilômetros da Terra quando estiver no ponto mais próximo do nosso planeta. Essa é a distância equivalente a dez vezes o trajeto daqui até a Lua, o que é considerado perto para a astronômia.

A Nasa considera “potencialmente perigosos” quaisquer objetos que que se aproximem da Terra a uma distância menor que aproximadamente de 7,5 milhões de quilômetros ou sejam maiores do que 152,4 metros de diâmetro. Atualmente, aproximadamente 26 mil asteroides próximos ao nosso planeta são monitorados pelos astrônomos.

Estão nessa lista os asteroides 2019-OK e 2017-NT5, descobertos pelo astrônomo amador Cristóvão Jacques. Desde 2014, brasileiro mantém o Sonear, um observatório astronômico situado em Oliveira, no interior de Minas Gerais.

Em julho de 2019, quando o 2019-OK foi detectado pelas câmeras do Sonear, a Nasa reportou que este teria sido o maior e mais próximo asteroide que teria passado pelo planeta nos últimos 100 anos. O corpo rochoso, que tem o tamanho de um campo de futebol, cruzou o espaço a cerca de 65 mil quilômetros da Terra — o que é considerado “de raspão” em termos astronômicos.

O Centro de Estudos de Objetos Próximos da Terra (CNEOS, na sigla em inglês) garante que não há motivo para pânico e que “ninguém deve se preocupar, excessivamente, com o impacto de um asteroide ou cometa na Terra”. Ainda assim, os cientistas ressaltam que os riscos de isso ocorrer em um futuro distante “não são desprezíveis”.

Fonte: R7

content_3216b827-8fd9-4b1e-bad2-376b4a135efd

Faxineira atacada pelo ex-patrão com ácido teme perder visão de um olho

Francieli Priscila Correa Froelich, a faxineira que foi atacada pelo ex-patrão de 70 anos com um líquico ácido no rosto, está com dificuldade para enxergar e teme perder a visão.

De acordo com o G1, a vítima passou por uma consulta com oftalmologista na última quarta-feira (21).

“O olho está bem inflamado. O médico não pôde mexer porque não tem como mexer com o olho infeccionado. Então, ele passou um colírio e analgésico para ir tratando em casa para ver se vai ter que fazer cirurgia ou o que vai conseguir fazer. Foi o que o médico disse. A minha visão está muito turva. Não consigo enxergar”

A vítima registrou queixa na delegacia contra o ex-patrão alegando que o homem havia jogado ácido muriático, que é um tipo de ácido clorídrico e só deve ser usado para limpar pisos e remover restos de cimento, junto com formol e soda.

O caso ocorreu na última segunda-feira (19). Um vídeo gravado por uma testemunha registrou o momento em que o idoso saiu de uma casa e jogou o líquido na faxineira.

Francieli diz que sentiu uma ‘dor insuportável’. “As meninas do posto de saúde me lavaram. A roupa que eu estava derreteu. Meu corpo ficou todo queimado. Depois fui para o Hospital Padre Albino. Minha garganta está toda irritada e inchada”, afirmou.

Ela conta que trabalhava na casa do idoso como faxineira havia quatro anos. Ela também cuidava e fazia comida para o ex-patrão.

Sobre o que teria desencadeado a briga, a faxineira disse que na semana retrasada, enquanto estava na casa do idoso, acabou tropeçando em um balde com produto que o homem preparava para vender.

“Ele ficou bravo. Vim embora para minha casa. Em seguida, fiquei doente durante uma semana e não fui trabalhar. No outro domingo, liguei para comunicar que não iria mais trabalhar”, contou.

Francieli afirmou que ela e o homem discutiram durante a ligação. Em seguida, trocaram insultos por motivos pessoais.

“Na segunda-feira, liguei novamente, porque o idoso tinha comprado uma cama e precisava vir buscar. Ele começou a me ofender e a dizer que estupraria meu filho e o jogaria no mato”, contou a mulher.

A faxineira ainda relatou que perdeu a cabeça com as ameaças e resolveu ir até a porta da casa do ex-patrão para tirar satisfações.

“Foi quando o idoso me jogou o ácido muriático. Não deu tempo de discutir. Ele já saiu com um pedaço de pau e uma garrafa com o produto. Pensei que era cloro”, disse.

Fonte: Fabíola Nishi.
whatsapp-image-2021-07-21-at-14-00-31

Programa Compra Direta de Alimentos será iniciado em Ibatiba em parceria com o Estado

A Prefeitura de Ibatiba deu início, na tarde desta segunda-feira (19), ao programa Compra Direta de Alimento (CDA), do Governo do Estado, via a Secretaria de Estado do Trabalho, Assistência e Desenvolvimento Social (Setades), no município. A Secretaria Municipal de Agricultura, Indústria e Comércio fez o convite aos agricultores familiares que participaram de uma tomada de preços, para poderem oferecer seus produtos ao programa.

Conforme o zootecnista da Secretaria, William de Abreu Miranda, os recursos utilizados para a compra dos alimentos são estaduais e serão investidos R$ 130 mil. Estão participando do programa 21 agricultores familiares, sendo 11 mulheres. “E o projeto feito em Ibatiba está sendo usado como modelo para outros municípios”, destaca.

Os alimentos que são adquiridos são entregues à Secretaria Municipal de Assistência Social que fica responsável pela distribuição a famílias carentes do município, assim como para Apae, Sociedade Pestallozi e Casa Lar. “Tudo é acompanhado e fiscalizado pelo Conselho Municipal de Assistência Social”, explica a assistente social, Natália Hubner Pereira de Souza.

Para o início do processo de compra, foi realizada uma reunião na sede da Secretaria Municipal de Agricultura, na Casa de Pau, com os agricultores que vão participar do CDA, em Ibatiba, para oficialização do processo. Os produtos que serão adquiridos são: abacate, abóbora, banana nanica, banana prata, banana terra, batata baroa, batata doce, batata inglesa, broa de fubá, cebolinha verde, cenoura, chuchu, couve, feijão preto, fubá, inhame, laranja, mandioca, mel, milho verde, pão caseiro, pepino, pó de café, repolho e tempero (alho e sal).

Assessoria de Comunicação PMI

ALFREDO RISK/ARQUIVO TRIBUNA

Etanol tem alta de 1,6%, diz ANP

Segundo levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) realizado entre 11 e 17 de julho, os preços do etanol e da gasolina voltaram a su­bir nas bombas de Ribeirão Preto na semana passada. O valor cobrado pelo litro do hidratado continua acima de R$ 4 e abastecer com o deri­vado da cana-de-açúcar ain­da não é vantajoso.

O valor médio cobrado pelo litro do etanol hidratado saltou para R$ 4,108, alta de 1,6% em relação aos R$ 4,044 cobrados até dia 10 – o maior valor da história desde que a agência passou a pesquisar preços no município é do dia 20 de junho, de R$ 4,184. O percentual está bem abaixo do aumento recorde de 10,1% constatado há 60 dias.

O litro da gasolina agora custa, em média, R$ 5,563, alta de 0,8% em relação aos R$ 5,520 cobrados anteriormente. A paridade entre os derivados de cana-de-açúcar e de petró­leo continua acima do limite. Agora está em 73,8%, contra 73,3% do dia 10 e ante 74,4% do dia 3. Era de contra 77,1% em 26 de junho.

A paridade oscila entre 66% e mais de 77% desde de­zembro. Considerando os va­lores médios da agência, pode não ser mais vantajoso abas­tecer com o derivado de cana­-de-açúcar, já que a paridade com a gasolina está no limite – deixa de ser vantagem encher o tanque com álcool quando a relação chega a 70%.

Nas bombas da maioria dos postos bandeirados de Ribeirão Preto, o litro da ga­solina custa entre R$ 5,40 (R$ 5,399) e R$ 5,90 (R$ 5,899) nos bandeirados.

O preço médio é de R$ 5,80 (R$ 5,797). Nos sem-ban­deira, custa entre R$ 4,90 (R$ 4,899) e R$ 5,30 (R$ 5,299), e o valor médio é de R$ 5,26 (R$ 5,259), mas o consumi­dor deve pesquisar porque há revendedores franqueados e independentes que cobram mais e outros, menos.

O etanol custa entre R$ 4,30 (R$ 4,199) e R$ 4,50 (R$ 4,499) nos postos bandeira­dos, com média de R$ R$ 4,40 (R$ 4,397). Nos sem-bandei­ra o álcool é vendido entre R$ 3,90 (R$ 3,899) e R$ 4,20 (R$ 4,199), com média de R$ 4,15 (R$ 4,149). O consumi­dor deve pesquisar porque há variação para mais e para menos. Com base nos valores de R$ 4,40 para o derivado da cana e de R$ 5,80 para o do petróleo, a paridade está em 75,8% e já não é vantajoso abastecer com álcool.

content_bbfe27d6-f91c-40c0-82e3-df0f91cbbd2a

Diarista é estuprada pelo patrão e pula de sacada de prédio para fugir

Uma diarista foi filmada pulando da sacada do prédio em que trabalhava em Teresina, no Piauí, logo depois de ser estuprada pelo patrão. As imagens, gravadas por câmeras de segurança da rua, foram exibidas no Brasil Urgente da TV Bandeirantes.

O vídeo mostra a vítima saindo na área externa do edifício, aparentemente inquieta, e olhando para baixo. Logo depois, ela ultrapassa as grades, vai até a sacada do apartamento ao lado, pula e sai correndo pedindo ajuda. Um morador vê a cena e chama a polícia imediatamente.

O advogado Jeferson Moura Costa, de 45 anos, foi preso em flagrante e encaminhado a uma cela especial no 12º Distrito Policial de Teresina. A prisão foi posteriormente convertida em preventiva e ele foi transferido para a Penitenciária Regional Irmão Guido.

Após a repercussão do caso, outras oito vítimas procuraram a polícia para denunciar o mesmo homem. Entre elas está uma terapeuta que afirmou ter sofrido assédio no local de trabalho, um vizinho que disse ter sido tocado nas partes íntimas dentro do elevador e três funcionárias de um supermercado próximo.

Outro crime do advogado

Jeferson Moura Costa responde na Justiça também por outro crime, o homicídio do cabo do Exército Arione de Moura Lima, ocorrido em abril de 2010 em Picos, no sul do estado.

De acordo com o processo, o advogado atirou na vítima, que estava na calçada de casa. Ele chegou a ser preso, mas acabou colocado em liberdade. O caso ainda não foi julgado pela 5ª Vara da Comarca da cidade.

content_07f11d97-b920-46ec-b4de-8d0c638d2b2a

Pouca chuva e baixa umidade do ar: focos de incêndio aumentam pelo Brasil

Com a umidade do ar baixa pela falta de chuvas, estão aumentando os focos de incêndio no interior do Brasil.

Nesta terça-feira (20), em Belo Horizonte, o fogo se espalhou por um terreno perto de uma área residencial. Já na região metropolitana da capital mineira, os bombeiros foram chamados para conter um outro incêndio, que se alastrava rapidamente na Serra da Moeda. Em apenas três dias, foram mais de 300 incêndios no estado.

E não é só em Minas Gerais. Os focos se espelham por toda região Sudeste, Centro-Oeste, Nordeste e também em parte do Norte.

Segundo o Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) o número de focos de queimadas este ano já é 80% maior que no ano passado. A baixa umidade tem sido uma das principais causas.

“Se nós temos uma umidade no ar menor que 30%, temos uma temperatura acima de 30 graus, velocidade de vento a partir de 30 km/h isso indica uma possibilidade de eclosão de incêndio em vegetação”, explica o capitão dos Bombeiros de MG Heitor Mendonça.

E a previsão para os próximos dias não é nada animadora. O tempo deve continuar seco, com a umidade relativa do ar variando entre 12 e 20% por conta da falta de chuvas.

O Brasil enfrenta a pior crise hídrica em 90 anos. O impacto já é sentido na conta de luz, que ficou mais cara, no número de incêndios, que deve continuar aumentando, e na saúde já que a baixa umidade potencializa doenças respiratórias.

Fonte: Band.

content_1f89664b-e5b3-4f6c-83c8-bbc1618a0736

Ministro da Educação faz apelo por volta às aulas presenciais: “Necessidade urgente”

Em pronunciamento em rede nacional na noite desta terça-feira, o Ministro da Educação fez um apelo pelo retorno às aulas presenciais. Milton Ribeiro disse que o governo federal não tem autonomia sobre o tema, mas que se trata de uma “necessidade urgente”.

“Quero conclamá-los ao retorno às aulas presenciais. O Brasil não pode continuar com as escolas fechadas, gerando impactos negativos nesta e nas futuras gerações. Não devemos privar nossos filhos do aprendizado necessário para a formação acadêmica e profissional deles. Estudos apontam que o fechamento de escolas traz consequências devastadoras”, conclamou o ministro em primeiro pronunciamento público desde que assumiu o MEC, em julho de 2020.

O ministro defendeu a importância da vacinação, mas que a imunização total dos profissionais da educação não poder ser a condição que impeça o retorno às aulas.

“A vacinação é importante e eu, pessoalmente, solicitei ao senhor ministro da Saúde [Marcelo Queiroga] a priorização de todos os profissionais da educação básica, os quais já estão sendo vacinados. Entretanto, a vacinação de toda a comunidade escolar não pode ser condição para a reabertura das escolas”, justificou.

Pela legislação, os estados e municípios têm a autonomia para decidir a volta às aulas em suas respectivas redes, fato lembrado por Ribeiro, que disse que teria determinado a volta às atividades presenciais se a decisão dependesse do MEC.

Fonte: Band.