Assessoria de Comunicação PMI

Reuniões discutem controle de gastos, gestão da saúde e reforma do Fórum de Ibatiba

Nesta segunda-feira (19), o prefeito de Ibatiba, Luciano Pingo, se reuniu com o secretariado, em seu gabinete, para falar sobre economia de recursos municipais. Em seguida, junto com a vice-prefeita Criziane Moreno, conversou com gestores da área de saúde e, depois, com equipe técnica para traçar planejamento para a reforma do Fórum de Ibatiba.

A primeira reunião teve como tema principal o controle de gastos públicos para economizar recursos que serão usados em futuros investimentos, utilizando recursos próprios do município. Segundo o prefeito, isso deve ser uma prioridade da atual administração, já que, diante da crise imposta, principalmente, pela pandemia, está sendo sinalizada uma diminuição de recursos.

O prefeito afirma que isso pode inviabilizar alguns projetos da Prefeitura. “Por isso, a necessidade de economizar recursos”, afirmou o prefeito. Ele pediu que os secretários realizem um maior controle das contas e o planejamento das ações de suas pastas.

O objetivo é a diminuição de gastos e a sobra de recursos para serem utilizados em serviços e obras, utilizando recursos municipais, destacando a importância da união de toda a equipe, para isso. Luciano também falou que pretende focar mais nas pastas de Esportes, Agricultura e estradas, além, claro, do combate à pandemia

 

Saúde

Depois de se reunir com o secretariado, o prefeito Luciano Pingo teve mais uma reunião, em seu gabinete, que contou com a presença da vice-prefeita, Criziane Moreno, e alguns gestores do setor de Saúde da Prefeitura. Na pauta, ações na área odontológica e outros projetos a serem implantados pela atual administração e que serão liderados pela vice-prefeita

 

Fórum

Ainda na segunda-feira, Luciano Pingo, teve outra reunião, também no gabinete, para discutir sobre o projeto de reforma do Fórum de Ibatiba. O projeto é considerado outra importante prioridade para o município. Além do prefeito, participaram da reunião os engenheiros da Prefeitura, Adélia Rosa e Mateus Quintino, e pelo Poder Judicário, o coordenador de Fiscalização de Obras, Rafael Cani Ferreira, e o engenheiro eletricista, José Alberto Patuzzi. As obras serão realizadas com recursos próprios da Prefeitura.

Fonte: PMI