Testes positivos de Covid-19 triplicam em laboratórios privados do Brasil

O número de exames em laboratórios privados que deram positivo para Covid-19 triplicou entre o fim de outubro e o início de novembro. A taxa de positividade subiu 400%, segundo levantamento da Abramed (Associação Brasileira de Medicina Diagnóstica) divulgado nesta sexta-feira (18).

A taxa positividade nos exames de Covid-19 na rede privada de medicina diagnóstica foi de 39,9% no período de 5 a 11 de novembro. Na semana anterior, entre 29 de outubro e 4 de novembro, era de 23,1%, passando de 4.276 exames positivos na semana encerrada no dia 4 de novembro para 21.700 na semana encerrada no dia 11 de novembro.

O aumento no número de exames realizados também é destaque: passaram de 18.510 para 54.380 no mesmo período, o que significa uma elevação de 194%.

“Os dados nos mostram que na segunda semana de novembro houve um aumento na procura por exames, ou seja, a população foi se testar mais, provavelmente devido ao aumento de sintomas”, explica a diretora-executiva da Abramed, Milva Pagano.

“Esse é um comportamento muito importante, pois somente com a testagem segura e com o diagnóstico preciso e correto podemos evitar disseminar ainda mais o vírus. Os testes que fundamentam as estratégias para controle da pandemia no mundo.”

Segundo Milva, a elevação da taxa de positividade nos laboratórios corrobora com o que diz a Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI), que vem alertando para o aumento significativo do número de casos de Covid-19 no Brasil nas últimas semanas, decorrente da circulação da subvariante Ômicron BQ.1 e outras variantes.

Segundo a SBI pelo menos em quatro estados já se verifica com preocupação uma tendência de curva em aceleração importante de casos novos de infecção pelo SARS-COV-2 quando comparado com o mês anterior. Ha cerca de um mês, os exames realizados pelas associadas da Abramed tinham uma taxa de positividade de 3,7%.

Imagem

 

Fonte: Band.