Serviço de Inspeção de Ibatiba entrega primeiros selos para agroindústrias do município

O Serviço de Inspeção Municipal (SIM) de Ibatiba foi criado em 2019 e regulamentado, por meio de decreto, no início de 2020, mas as atividades foram iniciadas, a todo vapor, no início de 2021, conforme solicitado pelo prefeito Luciano Pingo. Serviço que já vinha sendo estruturado e estava pronto para funcionar, como explica o coordenador de Serviço de Inspeção Municipal de Ibatiba, Willian de Abreu Miranda.

Ele adianta, inclusive, que o município está pleiteando a liberação de sua adesão ao Sistema Unificado Estadual de Sanidade Agroindustrial Familiar de Pequeno Porte (Susaf/ES). Este sistema tem por objetivo promover a equivalência entre os serviços de inspeção municipais (SIM) e o estadual (Serviço de Inspeção Agroindustrial de Pequeno Porte – Siapp), harmonizando os procedimentos de registro, inspeção e fiscalização das agroindústrias de pequeno porte de origem animal do Estado.

Na prática, isso significa que a comercialização desses produtores, inicialmente restrita ao município, poderá se estender ao estado. Em Ibatiba, isso ainda depende de uma auditoria a ser feita pelo Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal (Idaf) do Estado. “Estamos pleiteando o Susaf, porque, com esse selo, podemos estendê-lo às agroindústrias que estejam registradas em nosso SIM que poderão comercializar seus produtos em todos território capixaba”, explica Willian Abreu.

Ele conta que existem vários processos de empreendimentos que requereram o SIM. E nesta quarta-feira (23), foram liberados três registros. “Dois de empresas que trabalham com a produção de mel e outra de laticínios, que vai começar comercializando queijo minas padrão e frescal”, destaca. “Essa de laticínios, inclusive, estivemos lá, com o secretário de Agricultura (Samuel Dias Damasceno), onde conversamos com o produtor que vai começar o trabalho de forma regularizada, podendo vender dentro do município de Ibatiba”, informa.

O secretário municipal de Agricultura, Indústria e Comércio, Samuel Dias, coloca que a retomada do Serviço de Inspeção, com a entrega dos primeiros selos, é um marco para Ibatiba. “Estivemos em um dos empreendimentos na nossa zona rural, uma queijaria, que recebeu o SIM e já pode comercializar seu produto, o que é um marco, um passo importantíssimo, e esperamos que muitas outras agroindústrias também se formalizem e regularizem, porque isso é mais geração de renda para nosso produtor”, afirma.

Para conseguir o SIM, o proprietário da agroindústria precisa procurar a Secretaria Municipal de Agricultura, Indústria e Comércio, de Ibatiba – localizada na Casa de Pau, para fazer um requerimento à Coordenação do Serviço de Inspeção Municipal, o que vai gerar a abertura de um processo. A partir daí, a equipe vai orientar o produtor no que diz respeito à adequação sanitária e à produção, visando a garantia de um produto seguro para a população que vai consumi-lo.

Assessoria de Comunicação PMI