content_ed75d827-e326-45ae-8c75-6eb60e3191d8

Presidente da França, Emmanuel Macron leva tapa de manifestante

O presidente da França, Emmanuel Macron, foi agredido na manhã desta terça-feira (8). Segundo a RFI (Radio França Internacional), dois homens foram detidos.

A agressão aconteceu durante agenda de Macron na cidade de Valence, região de Auvérnia-Ródano-Alpes, no sul do país. O presidente francês se dirigiu a um grupo presente para trocar cumprimentos, quando um homem atrás de uma grade segurou a mão dele com uma mão e desferiu um tapa com a outra.

O agressor foi imediatamente contido por policiais e seguranças presentes, enquanto Macron foi retirado do local. A identidade do homem não foi divulgada.

Segundo a imprensa da Europa, o homem responsável pela agressão foi ouvido dizer “Montjoie Saint Denis” (um grito de guerra que remonta ao período monárquico da França) e “abaixo Macron” antes do ataque.

Macron visitou a região para conversar com empresários do setor da gastronomia e estudantes a respeito do retorno da rotina diante do combate local à pandemia do novo coronavírus. Nas redes sociais, ele não se manifestou sobre a agressão, mas comemorou os resultados do departamento de Drôme (onde fica Valence) contra a Covid-19.

“A vida vai recomeçar em todos os nossos territórios! É uma parte da nossa cultura, da nossa arte de viver, que voltaremos a encontrar”, publicou o chefe de Estado francês no Twitter.

“Com a reabertura de restaurantes, é a nossa gastronomia e também a agricultura francesa que deve ser celebrada. Quero saudar nossos fazendeiros mais uma vez. Eles permitiram que nos alimentássemos bem durante o confinamento, permitiram que o país resistisse”, completou.

 

Fonte: Band.