Postos na Argentina limitam gasolina após alta procura de brasileiros na fronteira

A alta procura de brasileiros que cruzam a fronteira para abastecer na Argentina, postos passaram a limitar a 15 litros por veículo estrangeiro. O repórter Vinícius Machado, do Brasil Urgente, ouviu motoristas nas filas do abastecimento.

No centro de Porto Iguaçu, fronteira com Foz do Iguaçu, na Argentina, a fila de carros para abastecer é sempre intensa com motoristas brasileiros que passam o dia na cidade até conseguirem gasolina mais barata.

O governo local na província de Misiones e os postos de combustível definiram um limite de 15 litros por carro estrangeiro. Mesmo assim, para os motoristas, ainda compensa as horas de fila.

Segundo os motoristas ouvidos pelo Brasil Urgente, o preço do litro da gasolina no país vizinho não passa de R$ 3,50, e que os frentistas argentinos trabalham com alto níve de estresse pelo grande movimento, e chegam até a tratar mal os brasileiros.

“Os argentinos não ajudam a gente não, trabalham demais e estão estressados. A gente vem de Foz do Iguaçu e fica aqui o dia todo porque no Brasil é um roubo”, disse um motorista.

A procura por combustível na fronteira tem sido tão grande que causou desabastecimento na região argentina, o que levou as autoridades a adotarem a política de restrição por veículo.

Fonte: Band.