content_fd0ff63d-10ab-4457-9383-ad3a350e2541

Pocah rebate Tirulipa, revela agressão e detona DJ Ivis: “Quem perdoa é Deus”

A ex-BBB Pocah fez um desabafo em seu Instagram na última sexta-feira, 16, após o humorista Tirulipa sair em defesa e pedir uma segunda chance para DJ Ivis, preso na quarta-feira da semana passada.

“Quem perdoa é Deus. Eu já perdoei agressor e o que eu recebi em troca? Mais porrada. Eu entendo o pensamento do Tirulipa, porque eu também já pensei assim. Eu achava que iria transformar a pessoa que me agredia”, disse a cantora.

“Meu agressor dizia que estava sendo usado pelo diabo e que não queria me agredir e me chutar numa escada, quando eu estava grávida de sete meses ou quase me cegar do olho esquerdo. Eu achava que toda aquela humilhação era um testemunho para dizer ‘Deus mudou a minha vida e restaurou a minha família’”, continuou.

Pocah revelou ainda que as agressões a ela não foram um caso isolado. “Fez com mulheres antes de mim e outras depois de mim. Quando essa mudança vai ocorrer? Quando a pessoa quiser essa mudança verdadeiramente. Eu acredito sim que Deus transforma, mas bem longe de mim, sem ouvir falar ou consumir o trabalho dessa pessoa”, explicou.

Entenda o caso de agressão de DJ Ivis

Iverson de Souza Araújo, conhecido como DJ Ivis, é acusado de agredir a ex-mulher Pamella Holanda. As imagens foram publicadas pela influencer nas redes sociais. Nas gravações, é possível vê-la levando puxões de cabelo, chutes na costela, socos na cabeça e no rosto diante da filha de apenas 9 meses na residência do casal, em Eusébio (CE).

Exames de corpo de delito comprovaram as agressões. A Polícia Civil do Ceará está investigando o caso, que está sob segredo de Justiça. O Ministério Público solicitou uma medida protetiva para Pamella e para a filha, que foi concedida pelo Tribunal de Justiça do estado. As últimas agressões ocorreram no dia 1º de julho, porém a vítima registrou o caso em 3 de julho, não sendo possível lavrar o flagrante.

Até agora, nove pessoas foram ouvidas no inquérito – entre elas uma babá, a governanta Maria Vaneide e o motorista Charles Barbosa. Pamella vai ser ouvida mais uma vez e repetir o exame de corpo de delito. O novo laudo precisa ser feito um mês depois da agressão para a tipificação do crime no processo.

Em suas redes sociais, DJ Ivis se defendeu dizendo não vivia uma relação saudável há algum tempo com Pamella, que sofreu ameaças e que as imagens divulgadas foram editadas e não mostram todo o conflito. O músico ainda falou que, em março desse ano, registrou um boletim de ocorrência contra a ex-mulher por agressão.

A juíza Maria José Sousa Rosado de Alencar, da Comarca de Fortaleza, negou pedido da defesa do DJ para remover o conteúdo em que ele aparece agredindo a ex-mulher. No pedido, o artista também queria a proibição de Pamella comentar o assunto na imprensa, principalmente “citações à filha”. A magistrada também vetou a solicitação, alegando que não ter observado “qualquer conduta que ultrapasse o direito constitucional da informação ou da liberdade de expressão”.

Diversos famosos se pronunciaram sobre o caso. Cris Cyborg, Marília Mendonça, Juliette e Pocah se manifestaram contra DJ Ivis em suas redes sociais. O cantor Xand Avião, dono da produtora que gerenciava a carreira do músico, disse que ele foi afastado da empresa após a divulgação do caso. Recentemente, Tirulipa tentou defender o músico e foi duramente criticado nas redes sociais.