Belo tem arrecadação de shows bloqueada por dívida com Denílson

A novela que envolve a disputa judicial entre o cantor Belo e o ex-jogador e comentarista da Band, Denílson, ganhou mais um capítulo. O Tribunal de Justiça de São Paulo determinou que todo o dinheiro de bilheteria arrecadado em dois shows recentes do pagodeiro deve ser destinado ao pagamento de uma dívida que o artista tem com o pentacampeão mundial.

O TJ de São Paulo bloqueou a arrecadação da venda de ingressos das apresentações de Belo realizadas nos dias 11 e 12 de junho, em comemoração ao Dia dos Namorados. Diante da decisão, as bilheterias dos próximos shows do cantor também podem ter o mesmo destino: a conta bancária de Denílson, que cobra Belo na Justiça há 21 anos.

Segundo decisão do Juiz Carlo Mazza Britto Melfi, no dia 17 de junho, a transferência deve ser concluída em até cinco dias.

– Não obstante a manifestação da Empresa Brasileira de Comercialização de Ingressos S/A, cabe o cumprimento da determinação judicial de p. 2625 no sentido de promover a transferência dos valores obtidos com a venda dos ingressos referentes a apresentação de nome “Belo in Concert”, nos exatamos termos daquela decisão, no prazo improrrogável de cinco dias – ponderou.

O ex-jogador tinha direitos do grupo Soweto, que teve Belo como vocalista por muitos anos. Quando ele decidiu deixar a banda e seguir carreira solo, o contrato dele ainda estava em vigor, o que motivou Denílson a apelar para a Justiça e pedir uma indenização pela quebra do acordo.

Estima-se que a dívida seja de cerca de R$ 5 milhões e o pagodeiro não pode mais recorrer.

Fonte: Fabíola Nishi.